Saiba como acabar com as dívidas da sua empresa

Um dos grandes desafios de muitas empresas é saber lidar com os recursos financeiros, e em muitos casos, devido a falta de controle e diversos outras situações o empresário pode passar por alguns momentos difíceis e entrar em dívidas indesejadas. Devido aos altos juros do crédito brasileiro essas dívidas podem se tornar uma bola de neve, e como conseqüência disso, a empresa ficar totalmente sem capacidade para honrar os seus compromissos.
Sua empresa está completamente no vermelho e você não vê uma luz no final do túnel? Não sabe o que fazer? Abaixo, vão algumas dicas para ajudar você se organizar financeiramente e tirar sua empresa dessa situação o mais rápido possível.
Exemplo de imagem
1. Entenda a sua situação, comece a controlar o orçamento e tome uma atitude.
Uma atitude fundamental para o empresário se organizar e sair das dívidas é conhecer os números de sua empresa e analisá-los para tomar as melhores decisões. Você pode analisar para onde seu dinheiro está indo utilizando a ferramenta do fluxo de caixa (para um bom controle de caixa, é necessário garantir TODOS os registros detalhados de recebimentos e gastos), e assim poder tomar ações que ajudem a reduzir os custos. Se caso for necessário, procure ajuda e orientação sobre o assunto.

2. Defina quais são suas prioridades de pagamento e não produza nenhuma outra.
Estabeleça prioridades, considerando os custos e os riscos envolvidos. Evite ao máximo fazer empréstimos, utilizar cheque especial, mas se não tiver como escapar disso, estude muito bem as taxas de juros que são embutidas, as condições de pagamentos e os prazos. As dívidas no cheque especial e cartão de crédito são as que têm os juros mais caros no mercado, podendo chegar a mais de 300% ao ano.
Após o levantamento de todos os débitos, faça o ranking com as despesas que possuam os custos efetivos mais altos e troque por dívidas mais baratas. Sempre busque alternativas que não gerem outras dívidas!

3. Levante recursos para pagar suas dívidas.
No momento da crise verifique as melhores opções disponíveis de crédito, muitos empresários procuram as linhas de crédito em bancos mais rápidas e acessíveis, porém nem sempre eles dispõem a melhor taxa de juros. Essa situação não resolve o problema e costuma gerar um passivo que a empresa não irá conseguir resolver. Uma boa opção que possui juros mais baratos é a antecipação de recebíveis, porém deve ser avaliado cada tipo de crédito e seus respectivos juros.

4. Negocie suas dívidas.
O empreendedor precisará ter ciência de alguns princípios para melhor desenvolver o processo de renegociação das dívidas.
• Transparência e bom senso: deve assumir apenas novos compromissos que a empresa possa pagar, dentro das suas possibilidades. Depois de formalizar um acordo com a o credor é fundamental honrar os pagamentos das parcelas.
• Comunicação eficaz: informar de maneira clara aos fornecedores a situação que a empresa está passando e como ela irá contornar o problema com a busca de novas soluções. Não tenha vergonha de pedir abatimentos e descontos e sempre que possível apresente uma contraproposta para o credor.
• Parceria: utilizar o bom relacionamento para trabalhar com os fornecedores como parceiros para atuar na solução de problemas e identificar oportunidades para lidar com a crise.
Agora que você já sabe o caminho a trilhar é só dar o primeiro passar e tomar uma atitude para mudar os rumos do seu negócio.
Escreva-se aqui e não perca nenhuma novidade!
Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades